PESQUISAR CONTEÚDO

quinta-feira, 18 de maio de 2017

ILUSTRAÇÕES DAS VISÕES DE JOÃO

Por mais que você tente, é muito difícil imaginar as visões que o apóstolo João tivera durante sua prisão na ilha de Patmos, que deram origem ao “livro de Apocalipse”. Temido por uns, estudado por outros, a verdade é que Apocalipse é o livro mais intrigante da Bíblia, repleto de simbologias difíceis de serem interpretadas sem um bom nível de conhecimento bíblico.
 Pat Marvenko Smith, uma artista plástica norte-americana fez um belíssimo trabalho ilustrando as principais visões do “apóstolo do amor”
LINK: http://www.rochaferida.com/2011/09/o-apocalipse-ilustrado.html

O TRADUTOR/MISSIONÁRIO DA BÍBLIA PARA O IDIOMA PORTUGUÊS

João Ferreira Annes d'Almeida, ou simplesmenteJoão Ferreira de Almeida (Torre de Tavares, Portugal, 1628 - Batávia, Indonésia, 1691), foi um ministro pregador da Igreja Reformada nas Índias Orientais Holandesas, reconhecido especialmente por ter sido o primeiro a traduzir a Bíblia Sagrada para a língua portuguesa.
 Foi um ministro pregador da Igreja Reformada nas Índias Orientais Holandesas, reconhecido especialmente por ter sido o primeiro a traduzir a Bíblia Sagrada para a língua portuguesa. A sua tradução do Novo Testamento foi publicada pela primeira vez em 1681, em Amsterdam. Almeida faleceu antes de concluir a tradução dos livros do Antigo Testamento, chegando aos versículos finais do Livro de Ezequiel. A tradução dos demais livros do Antigo Testamento foi concluída em 1694, por Jacobus op den Akker, também ministro da Igreja Reformada. Os volumes da tradução do Antigo Testamento em português foram publicados somente a partir do século XVIII, em Tranquebar e Batávia, no Oriente. A primeira edição em um único volume de uma tradução completa da Bíblia em português foi impressa somente em 1819, em Londres. Além da tradução da Bíblia, João Ferreira de Almeida também escreveu algumas obras contra os ensinos da Igreja Católica.

LÚCIFER TENTOU IMPOR A MALDIÇÃO DO PECADO EM OUTROS MUNDO, NÃO CONSEGUIU VEIO PARA TERRA QUE ERA UMA CRIAÇÃO RECENTE DE DEUS

PERGUNTA:
Gostaria de saber se, após ser expulso do céu, Satanás tentou outros mundos a pecar, ou sua tentação foi restrita ao planeta terra?

​RESPOSTA:
De acordo com Ellen G. White:
“A morte de Cristo terminou para sempre todo o polêmica nos mundos não caídos, acerca dos princípios de ação de Satanás, seus métodos desonestos e mentirosos. Satanás nunca mais poderia encontrar a menor simpatia entre eles. Seu poder e domínio, que haviam desafiado a Lei de Jeová, teriam fim, e a paz reinaria no céu eternamente” (The Youth’s Instructor, 5 de agosto de 1897, parágrafo 6).
Com isso podemos concluir que Lúcifer tentou outros mundos criados por Deus. No livro Primeiros Escritos há outro texto que ajuda a elucidar a questão:
 “O Senhor me proporcionou uma vista de outros mundos. Foram-me dadas asas, e um anjo me acompanhou da cidade a um lugar fulgurante e glorioso. A relva era de um verde vivo, e os pássaros gorjeavam ali cânticos suaves. Os habitantes do lugar eram de todas as estaturas; nobres, majestosos e formosos. Ostentavam a expressa imagem de Jesus, e seu semblante irradiava santa alegria, que era uma expressão da liberdade e felicidade do lugar. Perguntei a um deles por que eram muito mais formosos que os da Terra. A resposta foi: “Vivemos em estrita obediência aos mandamentos de Deus, e não caímos em desobediência, como os habitantes da Terra.” Vi então duas árvores. Uma se assemelhava muito à árvore da vida, existente na cidade. O fruto de ambas tinha belo aspecto, mas o de uma delas não era permitido comer. Tinham a faculdade de comer de ambas, mas era-lhes vedado comer de uma. Então meu anjo assistente me disse: “Ninguém aqui provou da árvore proibida; se, porém, comessem, cairiam” (Primeiros Escritos, p. 39 e 40).


 Assim, vemos que unicamente a Terra caiu, mas que todos passaram pelo teste. Há um artigo inteiro de Ellen White que trata do tema: “O que foi assegurado pela morte de Cristo“.
FONTE: http://centrowhite.org.br/perguntas/perguntas-sobre-ellen-g-white/satanas-tentou-outros-mundos/

O ESPÍRITO DE DEUS SE MOVIA SOB O UNIVERSO


No princípio criou Deus o céu e a terra.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.
E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas.
E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi.
E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.

SIM, HÁ OUTROS MUNDOS EXISTENTES HABITADOS POR OUTROS SERES

Outros Mundos já Existiam Quando Satanás Se Rebelou — Satanás era grandemente amado pelos seres celestiais, era forte sua influência sobre eles. Alguma atitude deveria ser tomada para afastá-lo da simpatia dos seres celestiais. O governo de Deus incluía não somente os habitantes do Céu, mas de todos os mundos que Ele havia criado; e Satanás pensou que se ele pôde levar consigo os anjos do Céu à rebelião, poderia também levar os outros mundos. RH, 9 de mar. de 1886.

A Controvérsia Não Seria Levada a Outros Mundos — A controvérsia não deveria se espalhar a outros mundos do universo, mas ela deveria prosseguir no próprio mundo, na mesma esfera que Satanás reivindicava como sua. RH 9 de mar. de 1886.
A Existência do Universo na Criação do Mundo — Não teriam julgado a Deus se Ele tivesse destruído Satanás, ele que apropriou-se do próprio coração do universo e do mundo que foi criado? MS 8, 1888.
A Criação das Hostes Celestiais Antes da Terra — O Filho de Deus executara a vontade do Pai na criação de todos os exércitos do Céu; e a Ele, bem como a Deus, eram devidas as homenagens e fidelidade daqueles. Cristo ia ainda exercer o poder divino na criação da Terra e de seus habitantes. PP, pág. 36 (1890).
Lúcifer Semeou Dúvidas entre os Seres Celestiais — Ele [Lúcifer no céu antes da semana da criação começou a insinuar dúvidas com respeito às leis que governavam os seres celestiais, dando a entender que, conquanto pudessem as leis ser necessárias para os habitantes dos mundos, não necessitavam de tais restrições os anjos, mais elevados por natureza. PP, pág. 37.
Existência de Habitantes em Outros Mundos Quando a Rebelião Começou — O governo de Deus incluiu não apenas os habitantes do Céu, mas de todos os mundos que Ele tinha criado; e Lúcifer concluiu que, se ele pudesse levar os anjos do Céu consigo em rebelião, poderia levar também todos os mundos. PP, pág. 41. Ver Também GC, pág. 497.
Os habitantes do Céu e dos mundos, despreparados para compreender a natureza ou consequência do pecado, não poderiam ver a justiça de Deus na destruição de Satanás. PP, pág. 42. Ver também GC, pág. 499.
O Homem Foi Criado Como Um Ser Moral Livre Como Os Habitantes dos Outros Mundos — O homem foi criado como um ser moral livre como os habitantes de todos os outros mundos, devendo estar sujeito às mesmas provas da obediência. PP, págs. 331-332.
Deus Criou o Plano de Salvação para Beneficio de Todos os Mundos — Antes da criação do mundo determinou-se, conforme relato de Deus, que o homem deveria ser criado e dotado de poder para fazer a vontade divina. A queda do homem, com todas as suas consequências, não foi desconsiderada pela Onipotência e o plano da redenção foi um pensamento anterior, formulado antes da queda de Adão, com um propósito eterno, foi elaborado para remir pela graça, não apenas este mundo minúsculo, mas para o bem de todos os mundos que Deus criou. ST, 13 de fev. de 1893.
Declarações sobre Esta Terra e Outros Mundos

Milhões de Mundos São Habitados — Se todos os habitantes deste pequeno mundo recusassem obediência a Deus, Ele não seria deixado sem glória. Num momento, Ele poderia varrer da face da Terra todo mortal e criar uma nova raça para povoá-la e glorificar Seu nome. Deus não depende do homem para ser honrado. Ele poderia ordenar às constelações lá dos céus, aos milhões de mundos do alto, que elevassem um cântico de honra e louvor, e glória ao Seu nome. San, pág. 77.
Uma Visão Dada por Ellen White de Outros Mundos — O Senhor me proporcionou uma visão de outros mundos. Asas foram dadas a mim, e um anjo me acompanhou da cidade a um lugar magnífico e glorioso … Os habitantes do lugar eram de todas as estaturas; nobres, majestosos e formosos … Então fui levada a um mundo que tinha sete luas. Vi ali o bom e velho Enoque, que tinha sido transladado … Pedi ao meu anjo assistente que me deixasse ficar ali …
Disse então o anjo: “Deves voltar e, se fores fiel, juntamente com os 144.000 terás o privilégio de visitar todos os mundos e ver a obra das mãos de Deus”. PE, págs. 39-40 (1882).
O Fim do Trabalho Criador de Deus — Deus terminou Seu trabalho criativo, mas ainda exerce Seu poder para preservar os objetos de Sua criação. ST 20 de mar. de 1884.
A Terra é Pequena Comparada a Outros Mundos — Quão agradecidos deveríamos ser, pelo fato de que, apesar desta Terra ser tão pequena em comparação aos mundos criados, Deus ainda nos observa. Eis que as nações são consideradas por Ele como um pingo que cai dum balde, e como um grão de pó na balança. RH, 9 de mar. de 1886, 3ME, pág.309.
Seres Não Caídos Assistem à Controvérsia Neste Mundo — Cada olho no universo não caído está voltado para aqueles que manifestam ser seguidores de Cristo. Em nosso minúsculo mundo trava-se uma guerra intensa. RH, 29 de set. de 1891.
A Diversidade no Universo Forma um Todo Perfeito — O universo contém uma grande obra prima de Sabedoria infinita nas incontáveis diversidades da grande obra de Deus, que com suas diferentes variedades, forma um todo perfeito. YI, 19 de agosto de 1897.
O Mundo Não é Mais do Que um Átomo nos Domínios de Deus — Este mundo não é mais do que um pequenino átomo no vasto domínio sobre o qual Deus preside. TM, pág. 324. (Reimpresso em Sp. T., Series A, No. 8, 1897).
O Plano da Salvação Estabelecido Antes da Criação do Mundo — Desde o princípio, Deus e Cristo sabiam da apostasia de Satanás e da queda do homem mediante o poder enganador do apóstata. O plano da salvação foi elaborado para remir a raça caída, para dar-lhe outra oportunidade. Cristo foi designado para o cargo de Mediador da criação de Deus, destinado desde a eternidade a ser nosso substituto e penhor. Antes que o mundo fosse feito, estava combinado que a divindade de Cristo fosse envolta na humanidade. 1ME, pág. 250.
Este Mundo é Minúsculo se Comparado ao Universo — Ele carregou a cruz, suportou a vergonha e fez isso, tendo em vista os resultados do que Ele realizaria, em favor, não apenas dos habitantes deste pequeno mundo, mas do universo inteiro e de todos os mundos criados por Deus. RH, 4 de set. de 1900. (Citado em 5BC, pág. 1127). Este pequeno mundo não é mais do que um pontinho na criação de Deus. YI, 4 de abril de 1905. (Citado em 3BC 1154).
FONTE: Deus Fez Todas as Estrelas — Não há sequer uma estrela das que embelezam os céus que Ele [Deus] não tenha feito. ST, 31 de mar. de 1909.

domingo, 12 de março de 2017

APRENDENDO A SER SERVO

Muitos empregados querem ser empresários, muitos empresários querem ser políticos, muitos políticos querem ser reis, muitos reis querem ser deuses, mas para o espanto das ciências humanas, o único homem que é chamado de Filho de Deus queira ser servo.


Augusto Cury.